quarta-feira, 24 de março de 2010


"TENHO CIUME DO SOL, DO LUAR, DO MAR..."

Acho que to ficando velha. Velha, implicante e ... E... Ah, vai, e ciumenta. Pronto falei. Ciumenta da pior espécie sabe? Que surta por detalhes tão bobos, que tenho vontade de me internar ao termino de cada surto.

E não estou falando de namorado. Alias, nem tenho isso. (Interessados, por favor, mandem e-mails... Apesar de que, agora que estou confessando meu ciúme, quem vai se interessar não é? Vai vendo do que uma blogueira é capaz, perde o namorado, mas não perde o tema...). Estou falando de ciúme do vento. Sabe como é? Se passar mais fresco por alguma outra pessoa, danou-se. Já estou me mordendo.

Meus amigos são meus amigos e não podem ser seus. A não ser que eu também seja sua amiga. Nada me irrita mais do que ver um amigo meu de conversinha com uma pessoa que eu não gosto. Amigo meu, propriedade minha. Sabe? Ah louca!


Não quer ler meu blog, tudo bem, direito seu. Mas se eu lhe pegar lendo outro blog, ahh corre. Corre porque o bicho vai pegar. Tempestade a vista. Aonde já se viu ler outros blogs sem antes ler o meu?


Acho que quando nova fui tão desprovida deste sentimento que agora veio em dobro. Eu não ligava pra nada! Quer pegar? Pega. Quer usar? Usa. Ahh podia levar tudo que é meu, que não fazia diferença. E neste caso, eu to falando até de namorado. O ciúme era zero.


E então, em alguma pedra do meu caminho, eu tropecei e cai de boca nesse talzinho traiçoeiro. Tenho ciúme do meu pai, da minha mãe, das minhas irmãs, das minhas canecas, dos meus CDs e DVDs. Tenho ciúme de tudo!


Mas acalme-se eu não ando armada, e nem dou gritos pela rua. Antes de ciumenta, eu sou uma pessoa de bom senso. Conto até dez quando o bichinho me morde, e tento fazer o menos de barulho por nada. Porque quase sempre é “nada”.


Só que tem “os legais” que não me ajudam neste quesito. “Adouramm” me ver bravinha. E provocam viu?? Ah se provocam. Se pudesse citar nome colocaria uma listinha negra aqui: “Os seguidores do ciúme”. Porque vamos combinar? Se você tem consciência do seu ciúme, e não quer cometê-lo (sim, cometer, do verbo “cometer um crime” rsrs), você precisa que não te dêem corda não é? Mas não, muita gente por aí adora alfinetar e provocar tal reação. E eu caio, caio com um patinho na lagoa.


Esses dias me peguei numa conversa com uma amiga, ela dizendo que um ex- namorado ligou para ela, e o atual dela estava do lado. Pois, ela o atendeu, conversou com ele durante um tempo e o namorado vendo TV estava, vendo TV continuou. Aí vai a desvairada aqui e se exalta: “Mas como??? Ele tinha que ter pego o telefone, dito pro cara sumir e em seguida jogado o aparelho pela janela!”. Obvio que eu nunca faria algo do tipo, mas são um “cinco minutos” que eu ainda preciso para extravasar.


São 10:20 da manhã, 3 horas do dia de hoje já iniciado e até agora não senti ciúme. Só por hoje.

8 comentários:

Ari Meireles disse...

hahahaha
Ciumenta mesmo pega algo dela sem permissão pra ver a cara q ela faz
Ela esta certissima

Roberta disse...

hehehhehehehe Aff mulher!! É bom extravasar, mas sem exagero!

Franclim disse...

o melhor para relaxar é vim para salvador...deitar numa rede e tomar agua de coco, como fazia Doria...ai vc nem vai ter tempo de pensar nisso...adoro seu blog...mas tb visito outros....kkkkkkkkkk...fica com ciume não..mas como ficar com ciume de alguém que não conhece..nem tem o pq..mas do q?

Felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Li de Oliveira disse...

AAAAAAAAAA !!! Não brinca com coisa séria!!!!!!

Felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sebastián disse...

Eu debo estar ficando velho faz uns 10 anos mais ou menos então, hehehe

Juliana Aidar disse...

Já me atualizei no seu blog, posso ler os outros agora. Ta carente de tudo amiga? Creio que depois da Páscoa vai acalmar né, tome muito sol e água de coco e relaxa viu

AMO VOCÊ, não precisa ter ciúmes ta haha

beiJUcas