quarta-feira, 3 de novembro de 2010

CLIKA - ME!

Kathe Jessica achou que tinha encontrado a solução para sua vida. Que sua vida se dividiria antes e depois daquele site de relacionamento. Solidão nunca mais. Aos romances vida longa! (Coisas de gente encalhada sabe? Desiludida e tal)

De repente se sentiu bonita (É daquele jeito, fotos com photoshop, closes rosto que escondem "aquela" barriga...). Melhor, se sentiu a ultima chocolícia (sabe a bolacha boa "bagarai"?) do pacote. Começaram aparecer milhões de rapazes interessados nela! ( Ou intessados em sexo. Ou interessados em tirar uma onda... Ou foda-se. Quem se importa?? Quick Massage no ego também era bem vinda, obrigada!)

O que importava que neste momento todo mundo era lindo. Todo mundo morava bem e todo mundo era próspero. ( Porque realmente Kathe Jessica nunca tinha visto nesse site alguém morar mal. Nunca tinha visto ninguém desempregado. Pai de quatro filhos.) Só via playboys viris. E o que ela poderia querer mais?

Todas as conversas tinham como finalidade o casamento, ficar junto eternamente e troca de juras. ( Mesmo que ela mal soubesse de onde ele vinha ou quem realmente era. ) Todos os homens quais ela ali conhecia nas primeiras trocas de emails e mensagens eram os verdadeiros príncipes.

Mas, infelizmente, os sapos não podiam se esconder por tanto tempo. Os sapos arrotavam, viravam ogros na quarta feira e davam desculpas esfarrapadas quando falava-se de se encontrar na real. Ainda não respondiam mensagens de celulares durante a noite ou finais de semana. (Hum, hum? O que pode sugerir quanto a isso? Príncipes só atendem em horário comercial??)

Foi por tais desestímulos que Kathe Jessica mal acreditou quando um árabe charmoso, empresário (dono de box na Santa Efigênia (parênteses do parênteses: rua de comércio de eletrônicos em SP, tipo cotrabando legal, sabe? ( parênteses do parênteses do parênteses: talvez seja ilegal, mas e daí? É mais barato para quem compra, e isso que a princípio parece importar, não é? ) Parênteses do parênteses do etc e tal: Ta, eu sei que não é botino e nem honesto o que falei, mas enfim...) ) ) ) quis encontrá-la de verdade. Em carne e osso. "Olhos, nos olhos, boca na boca... que coisa louca...a gente se encontrar outra vez... " (Último parênteses, prometo! Não vou contar de quem é a música citada, e tenho dito.).

Arrumou-se da melhor forma (Calcinha nova. É assim que mulher se arruma para um encontro promissor). O moço das Arábias tinha mandado um táxi buscá-la e levá-la até sua casa, do outro lado da cidade (nesse momento Kathe Jessica tratou logo de mandar uma mensagem de texto para uma grande amiga. Porque caso perdesse um rim, era em "tal" endereço que deveriam ir buscá-lo!).

Chegou lá foi recepcionada por ele com dois beijos exagerados no rosto, dois "brimos" e uma comida extramente temperada. (Preferiu ocultar a parte em que eles dançaram com os ombros para demonstrar-lhe a alegria em vê-la). Conversaram. Riram. Beberam uma "51" que eles chamavam de Arak. E foi com uma dessas na cabeça que ela já começava a pensar: "Mas e aí?? De três não dou conta!". Só que não demorou muito os dois "brimos" deixaram o apartamento, restando apenas ela e o árabe charmoso. Tomada por um minuto de desconforto e timidez, ela pediu licença e foi até o banheiro. O árabe, neste momento, lhe prometeu: "Vá, vá e quando voltar terá uma surpresa!".

Kathe Jessica minutos depois saiu do banheiro ( e antes tivesse ficado lá!) e encontra o árabe deitado no sofá com as mãos na cabeça, uma perna dobrada e a outra esticada (pose de gatinho sabe?) apenas de ... Cueca vermelha! (Pense!!!!!). Com cara de lobo mau das arabias (seja lá a cara que for esta!). À Kathe Jessica só lhe restou uma crise de riso, ja logo imaginando que este "pretendente acasamentoevidafelizparasempreeternaenquantodure" seria bloqueado amanhã no site. Havia mais principes a serem conhecidos e os próximos que usassem cuecas brancas (pelo amor de Deus!).

3 comentários:

Chico disse...

Orra meu!! Não to inteindeindo... Todo esse desapontamento por causa de uma cuequinha vermelha??

Ainda bem que não tenho nenhuma!

rsss

Raphael Mendonça disse...

hauiheiuohiouahe
concordo com o chicão! quer dizer que aquele lance de dinheiro, carro, etc. já era? basta não usar cueca vermelha agora?

ps1: adorei o lance do ( ) engraçado ( ) interessante ( ) legal auhiuehia

ps2: me safei do texto sobre sexta retrasada no maevva. te amo! =P

Ari Meireles disse...

hahahaha...cueca vermelha...hahaha...nem no natal....hahaha