quarta-feira, 27 de janeiro de 2010


BLOQUEIO


Eu ia escrever sobre uma dessas histórias de casais sabe? A personagem iria se chamar Francisca Julia e o rapaz Marco Claytom. É Claytom assim mesmo, com “m”. Para dar um charme. Provavelmente eles iriam discordar de algum assunto, como todo bom casal faz. E depois iam se entender, como os casais também sempre fazem.

Mas aí olhei o relógio 23:30hs de uma Lica-Feira. Putz. E agora? Ta acabando!! E eu sem muita idéia para escrever. Porque sabem como funciona não é? As vezes da “broqueio nas idéias”. E o relógio não para de correr... Aii, isso inibe mais. Vem idéia, vem comigo, vem na minha... E nada. Nada de saber o destino de Francisca Júlia.

Eu queria falar sobre Francisca Júlia como uma mulher meio gordinha, que as vezes tem TPM e as vezes também se acha feia, ainda que não seja exatamente isso. Sabe? Eu queria falar que a Francisca Julia é alguém como você... Como eu. Ops. Eu? Eu não. Eu não tenho TPM. Nunca.

E o Marco Claytom ia ser também um cara comum, destes que não ligam no dia seguinte. Que não sabe que a roupa no chão do quarto não vai sozinha pro armário. E que não sabe diferença de um corte de cabelo Chanel, para um repicado, porque pouco importa, ele não vai reparar mesmo que você cortou o cabelo.

Ia ser um casal comum, porque a vida é assim comum. Tudo na verdade é um grande teatro quando se mostram diferentes, porque quando chegam em casa os personagens tiram a fantasia e fazem a mesma coisa. Toda história é a mesma. Ou você nunca reparou que sua vó já ditava o que ia acontecer com você?

As mães são as mesmas, só mudam de endereço. Os homens são iguais, só muda o nome. E nós mulheres... Ah vá, tudo farinha do mesmo saco. Criamos histórias, contamos causos, e de repente estamos todos ali, sempre esperando pela mesma coisa: “o final feliz”.

É aí que me vejo, perto da hora da Lica - Feira acabar, e eu tendo que escrever, ou reescrever, mais uma vez a história que é a mesma e só muda “os enfeites”. Desculpa, to bloqueada. Eu não sei o que Francisca Júlia ia fazer hoje. E muito menos o que Marco Claytom ia inventar. Mais sei que você ia se encontrar no que aqui fosse contado. Porque a vida está aí para ser vivida, igual para mim, assim como para você.

Então, seria muito pedir uma força hoje? É me ajuda aí. Fecha o olho e pensa o que iria acontecer com o casal. Tá passando da meia-noite, to meio com síndrome que posso virar abóbora. To meio com medo do bloqueio ser para sempre... Vai, quebra essa por mim? A Francisca Julia é tua. O Marco Claytom é teu e agora eu vou saindo ta... Qualquer hora você passa para um café e me conta o que se deu deles...

3 comentários:

Juliana Aidar disse...

a Francisca Julia esta na fase desenganada de relacionamento, pq o Marco Claytom, como uma boa parte de seus ex-ficantes/rolo/namorados, fez promessas e em seguida foi parar na Ilha de Lost ..kkkkkkk

Samuel disse...

Ah!
Ainda bem que vc tava com bloqueio, porque a historia da nossa vida a gente ja conhece.
E tambem de vez em quando não faz mal, mas na proxima sei que vai arrasar Ge-ral.

Tb acho que ele foi pro Lost...rsrsrs
Ah! To no email do marido.

Ariane disse...

Ai Li não sei escrever novela mexicana.....a escritora é vc.....Francisca Julia! Marco Clayton! Que seja eterno enquanto dure.....